Buscar
  • Gera Social

Potência das redes: "fábrica cidadã" monta equipamentos médicos para enfrentar a Covid-19

Se há uma lição sendo deixada pela pandemia do novo coronavírus para o mundo é a importância e a efetividade do trabalho em rede. Unir pontas, fazer encontros, dar "match" entre quem precisa, quem pode oferecer e quem sabe fazer. No caso do coronavírus, o resultado dessa equação é um só: salvar vidas. Foi esse objetivo que norteou a criação da ProtegeBR, uma plataforma de conexão entre universidades, secretarias de saúde, escritórios de design e "makers", adeptos da cultura faça você mesmo.


A missão: produzir equipamentos de proteção para profissionais de saúde e de suprimentos médicos para atender os pacientes da Covid-19. A ProtegeBR articula ações e instituições, conecta as iniciativas, estimula a troca de ações e disponibiliza projetos e informações que podem ser reproduzidos.



Hoje, a plataforma tem cadastrados em todo o país 226 grupos que produzem suprimentos hospitalares e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Eles fabricam desde máscaras caseiras, óculos de proteção, aventais, capotes impermeáveis e viseiras de acetato (face Shields) até peças e artefatos mais sofisticados como ventiladores respiratórios, laringoscópios e tubos para respiração. Só de face Shields estão cadastrados 119 grupos que, até a segunda quinzena de maio, tinham entregue 330 mil unidades.


Os equipamentos são produzidos em oficinas caseiras e laboratórios universitários, envolvendo pesquisadores, ativistas do fazer, designers e engenheiros. É como uma fábrica, uma “fábrica cidadã”.



A plataforma atua com três focos. O primeiro é fazer o mapa de iniciativas de produção de equipamentos médicos fora de fábricas e grandes empresas. A ProtegeBR mostra no seu site (https://protegebr.org/) todas as iniciativas em andamento, o que cada um produz e o contato.


A segunda é organizar e dispor os contatos nas secretarias de saúde dos estados e municípios, informando quem é, em cada órgão, responsável pelo fluxo de produtos para atendimento a hospitais e centros de atendimento. O terceiro é dispor na plataforma os projetos abertos – com protocolos já validados - para produção dos produtos ou equipamentos, como avental, capote, caixa de entubação e até ventilador pulmonar. Além disso, a ProtegeBR articula encontros virtuais entre os grupos para troca de experiências, contatos e necessidades.


Criada pelo Olabi - organização que busca democratizar tecnologias para construção de um mundo mais justo -, a ProtegeBR nasceu, como muitas iniciativas nesta pandemia, da troca de mensagens em grupos. Dessas conversas veio a necessidade de criar uma plataforma para fazer a conexão entre produtores e potencializar o alcance das iniciativas.


O projeto teve como inspiração o movimento Open Source Medical Supplies (OSMS - opensourcemedicalsupplies.org). Iniciado por profissionais de saúde dos EUA por meio de um grupo no Facebook, o movimento hoje está em 50 países e já conseguiu produzir e entregar mais de 8 milhões de itens de suprimentos médicos em todo o mundo. A ProtegeBR é a representante do Brasil no OSMS.

“Entendemos que conexão em rede, diálogo e organização da informação ajudam os produtores a superar o desafio imposto pela pandemia. A necessidade dessa integração se juntou ao DNA do Olabi, que sempre esteve nesse lugar de fazer a articulação entre as pontas”, explica Gabriela Agustini, diretora do Olabi e coordenadora da ProtegeBR.

Nessa curta trajetória da ProtegeBR, relata Gabriela, o que mais tem surpreendido a equipe é a capacidade das pessoas de união e mobilização para resolver o problema, mesmo o contexto atual sendo bastante adverso. “A lição que esta pandemia nos deixa é que, na verdade, todas as técnicas, máquinas, projetos e coisas que algumas pessoas não sabiam nem que utilidade tinham podem sim ser utilizadas para resolver problemas de relevância social”, conta Gabriela. A ProtegeBR tem o apoio do Google e da Ford Foundation.

16 visualizações
Gera Social

Formamos agentes de mudança social

Acompanhe nossas redes

Quer ficar sabendo dos nossos próximos eventos e de outros assuntos sobre o ecossistema de impacto social do Rio de Janeiro?

 

  • LinkedIn - Black Circle
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Instagram

Gera Social. 2020